Marmita para a escola?

Crianças a almoçar na escola (foto retirada daqui)

Já havíamos falado aqui sobre a temática de levar a comida para o trabalho, uma forma que ajuda muitos trabalhadores a poupar, ao evitar comer fora. Uma tendência que existe há muitos anos lá fora, em países muito mais desenvolvidos que o nosso, pelo que mais cedo ou mais tarde chegaríamos lá…

As tendências rapidamente se extrapolam para outros campos, e aqui ao lado, em Espanha, discute-se se os alunos também podem levar a sua marmita na mochila para a escola pública. A discussão é acesa, como se pode ver neste outro artigo. Na Catalunha, a medida já avançou, e a culpa é claro, da crise… Nesse estado autonómico, segundo algumas entidades, 4,4% dos miúdos padecem de desnutrição, enquanto cresce o numero de crianças cuja única comida equilibrada é na escola…

É por isso que estas medidas me fazem pensar! Por um lado, o custo da refeição nas escolas é reduzido. Sem contar com as crianças mais desfavorecidas, que devem obviamente ser apoiadas. Por outro lado, ouço queixas recorrentes sobre a qualidade da comida nas escolas, ao ponto das crianças não gostarem de lá almoçar… Já nem quero pensar quanto vai custar a adaptação das escolas a uma situação deste género, e se não seria mais útil aplicar o dinheiro dos micro-ondas e frigoríficos para o bem comum? Fica-me assim a dúvida se isto sequer fará sentido. O leitor, o que acha?

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *