Semáforos Intermitentes

Este fim de semana dei por mim a ter que parar em vários semáforos, porque estavam naturalmente vermelhos. Acontece que ficamos todos chateados quando percebemos que aquilo é tudo uma perda de tempo, dado que mais ninguém está a usufruir do semáforo que está verde.

Este tema chateia-me solenemente. A estupidez dos semáforos devia merecer alguma atenção numa idade em que saem notícias de várias conquistas tecnológicas, e em que os Media falam dos sucessos de eventos como o Web Summit… E, entretanto, continuamos comandados pela estupidez dos semáforos… É verdade que há já alguns exemplos de inteligência, como referimos neste artigo.

Há pequenos ajustamentos que se podiam fazer a esta tecnologia datada, com grandes vantagens. Um deles é passar uma série de semáforos a intermitentes, fora do período em que servem efectivamente para alguma coisa. Conheço, por exemplo, uns que ficam em frente a umas escolas, totalmente justificados, quando há aulas. O problema é que continuam a confundir o trânsito durante a noite e madrugada, e fins de semana, quando não há qualquer criança por perto. E muitos exemplos semelhantes se encontram.

Resultaria desta simples programação uma série de benefícios. Obviamente, de tempo. Depois, numa redução dos consumos, com a consequente redução de emissões, que todos agradecemos. Noutras paragens, parece que aumenta mesmo a segurança em geral.

E, para aqueles preocupados com a segurança, é preciso dizer que também há acidentes quando os semáforos funcionam. Eu, sempre que vejo um semáforo intermitente, tenho até mais cuidado de que quando eles estão verdes…

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *