Jogar Minecraft e perder horas

Minecraft PE

Minecraft PE

Eu me confesso. Tenho jogado Minecraft com os miúdos tardes inteiras durante o fim de semana. Esta maravilha de empilhar e destruir blocos é uma espécie de Lego digital. Não fosse o ponto positivo deste jogo ser jogado em grupo com grande necessidade de comunicação para coordenação de esforços e diria que foram na realidade horas perdidas.

As construções no modo criativo são algo digno da imaginação mais louca. No modo criativo todos os materiais estão disponíveis. Podemos fazer com eles o que quisermos. Gerar os habitantes que entendermos. Podemos até voar.O modo que preferimos é o modo de aventura. As aventuras são criadas no mundo digital aleatoriamente.

Os jogadores iniciam sem qualquer equipamento base, por isso a primeira tarefa é construir ferramentas essenciais à sobrevivência e cavar uma toca para passar a primeira noite a salvo das criaturas maléficas que povoam o mundo. Aranhas, esqueletos, zombies, bichos verdes que explodem e seres gigantes que se teleportam são os nossos inimigos naturais.

O grupo organiza-se para apanhar as matérias primas para construir portas, tijolos, ferramentas de metal, armaduras e outras coisas necessárias e depois parte à aventura. Procuramos minérios nobres dentro das cavernas onde os zombies e esqueletos se escondem durante o dia para não morrerem torrados pelo sol.

Estas aventuras guardam-se no estado em as deixamos e podemos continuar no dia seguinte. Por um lado há a arrumação facilitada que não tínhamos no nosso tempo. Por outro falta a total liberdade de imaginação que os nossos brinquedos não eletrónicos tinham. Mas a imaginação fala mais alto e as crianças exigem que apareçam coisas conforme as regras delas.

Querem criar uma economia no jogo e a possibilidade de interagir com os cidadãos do jogo para comprar e vender os materiais que encontram. Isto é possível na versão para Windows e OS X adicionando modificações a que chamam plugins, mas não é possível nos Tablets onde jogamos.

Outra coisa que também não é desejável é manter um tablet ligado o dia todo para que os amigo visitem o mundo que criámos. Isso fez-me procurar uma solução para manter um mundo ativo no Raspberry Pi. As soluções que encontrei até dizem que isto é possível, mas as limitações do RPi tornam a utilização do mundo difícil. Falta de memória e capacidade de processamento estão na origem dos jogadores perderem a ligação várias vezes, o que torna a jogabilidade impossível.

A falta de suporte do criador original do jogo para os servidores externos ao próprio jogo também é conhecida e bugs que afetam estes servidores mantém-se por vários meses. O jogo foi também comprado recentemente pela Microsoft, o que deixa o seu futuro algo instável.

Atualmente mantenho em modo experimental uma das soluções ativas que consegui colocar a funcionar tanto no Windows como no OS X. O PocketMine-MP é um servidor Free Open Source para o Minecraft Pocket Edition que permite manter o mundo ativo fora do Tablet e também instalar as desejadas modificações. Este servidor, tem ainda alguns defeitos, por isso espero que em breve, quando estes estiverem resolvidos, vos possa vir convidar para o visitar.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *