O preço da gasolina do outro lado do Atlântico

Gas Prices Break Record with Longest Streak of Daily Declines, source aaa.com

Gas Prices Break Record with Longest Streak of Daily Declines, source aaa.com

Eu e A.Sousa não somos os únicos que registamos e analisamos o preço da gasolina. O A.Sousa lembrou-se de ir testar a relação entre o custo do Crude Oil e do gasóleo. Mas a preocupação do Washington Post vai para além da poupança direta de cada um. Onde habitualmente existia um declínio do consumo de combustível que arrastava com ele os preços do combustível antes do período festivo com uma recuperação derivado a esse mesmo período, o gráfico mostra um comportamento detetável só por análise visual é bastante diferente.

Não só o período de declínio não acompanha o movimento de anos anteriores, mas também é mais aprofundado. A preocupação do Washington Post é que isto não é justificável pois a economia americana não se encontra em receção.

É claro que se um mercado for deixado a funcionar sem subversão, então o aumento da produção, isto é, o aumento da oferta, irá fazer com que os preços dexam. O Business Insider têm um conjunto de gráficos de onde decidi destacar a variação na produção de petróleo de vários países produtores entre 2008 e 2013.

This is how much crude oil production changed between 2008 and 2013. The US is way out front, disrupting the global oil game. Read more: http://uk.businessinsider.com/us-energy-production-boom-charts-2014-12#ixzz3NmTtnVRi

This is how much crude oil production changed between 2008 and 2013. The US is way out front, disrupting the global oil game – Business Insider

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *