Cancro da carne

Nos dias que passam, começa a ser impossível não ouvir falar do cancro da carne. É um sintoma claro da idiotice que grassa pela Sociedade, parvoice disseminada pelos Media, e uma cretinice originada nuns quantos burocratas da OMS. É que quem confiar cegamente nestes senhores, é melhor que leia primeiro este artigo. É também mais uma a somar às muitas calinadas que a suposta Ciência nos tenta impingir

O estudo que parece ter despoletado a polémica está disponível neste link. Refere que o consumo de 100 gramas de carnes vermelhas por dia aumenta o cancro colorectal em 17%, e que o consumo de 50 gramas de carne processada aumenta em 18% esse risco. E aqui começam os problemas, pois quase todas as notícias referem os 18%, mas esquecem-se de referir a diferença nas gramas, que é apenas de 50% ou 100% consoante a perspectiva. Enfim, a estatística não é o forte da maior parte das pessoas…

Conta quem esteve nas reuniões, que dos 940 agentes analisados pela IARC, apenas um não é cancerígeno! É um químico usado em calças de ioga, pelo que podem estar porventura a salvo de um cancro, se fizerem ioga e não comerem nada durante o resto da vida. O castigo é que morrerão logo a seguir, porque não podem respirar o ar (que é cancerígeno), não se colocar ao Sol (cancerígeno), não aplicar aloe vera (cancerígeno), não beber nem comer (é tudo cancerígeno), quanto mais comer bifes ou salsichas (também cancerígenos). Quase qualquer profissão que imaginem é igualmente suscetível de ser cancerígena! Se têm dúvidas do que estou a dizer, deêm uma vista de olhos à última lista compilada pelos burocratas, e que está disponível neste link.

Por cá, o novo deputado do PAN é o mais exuberante: “Nós bem avisamos“. Mas avisaram o quê? Que não devemos comer bananas? Que a incidência de canco colorectal em vegetarianos é maior que nos carnívoros? Que a pessoa mais velha do planeta, Susannah Mushatt Jones, devora várias fatias de bacon ao pequeno almoço, um dos piores exemplos de carne processada proscrita pelos burocratas? E que não só come ao pequeno almoço, como durante o resto do dia, todos os dias???

Se conseguiu chegar a esta frase e ainda não está a rir às gargalhadas ou a atirar-se pelas paredes, leiam análises mais aprofundadas neste artigo ou neste outro. Ou entretenham-se a meditar sobre como a tira seguinte do xkcd pode ser cancerígena:

Risco acrescido

Risco acrescido

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *