A durabilidade dos SSD

A utilização de SSDs introduz grandes vantagens sobre os discos tradicionais, na vertente específica de desempenho. São todavia ainda bem mais caros, e com uma menor capacidade de armazenamento. Estas duas razões têm sido aquelas que ainda me mantêm afastado da utilização desta tecnologia. Mas há outro domínio onde esta nova tecnologia levanta algumas questões: a sua durabilidade.

Uma das experiências mais interessantes envolvendo a durabilidade dos SSDs foi feita pelo The Tech Record. No Verão de 2013 começaram a torturar um conjunto de 6 drives SSD no que eles designaram por “SSD Endurance Experiment”. Prometeram apenas parar quando os SSDs “morressem”.  A experiência acabou no início deste mês, com a “morte” dos últimos dois SSDs. Como se pode ver na imagem abaixo, a velocidade de escrita até se manteve constante ao longo da vida dos vários discos, mas a pior parte foi que a morte de alguns não foi propriamente antecipada pela electrónica. O surprendente para mim foi os dois SSDs mais “velhos” terem ultrapassado os 2 petabytes!

Resultados do SSD Endurance Test

Resultados do SSD Endurance Test

Vários outros estudos existem sobre a fiabilidade dos SSDs. Neste estudo da Universide de Ohio verificou-se a susceptibilidade dos SSDs a falhas de corrente. Neste artigo do Tom’s Hardware, faz-se uma enumeração de múltiplas estatísticas envolvendo os SSDs. Ou então comparam-se tecnologias SSD distintas. Ainda assim, a importância dos backups é fundamental, pois problemas destes acontecem a todos

Tags:

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

  1. Bom dia,

    Tenho um PC um pouco antigo e que estava um pouco lento. Depois de fazer algumas pesquisas decidi instalar um disco SSD e o PC ganhou uma vida nova. Utilizo o disco apenas para instalar o SO e restante software, mas valeu o investimento.

  2. Pedro,
    É uma forma muito rápida e normalmente bastante competitiva de dar uma “vida nova” a um PC mais antiquado. Dantes, ainda sugeria colocar-se mais memória, mas agora com os SSDs, mesmo a memória virtual passa a ser muito mais rápida! Ainda assim, a colocação de mais memória costuma ser também um investimento rentável, e não “gasta” tanto os discos/SSDs.

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *