Emigração

Nestes anos de crise, o tema da emigração foi sempre recorrente. Também conheço pessoas que partiram, há busca de uma vida melhor. Todavia, sempre que ouço referências a esta matéria, tenho alguns mixed-feelings… Porque muita da informação que anda por aí é contaminada politicamente. E acabamos sem saber qual é a realidade exacta…

O artigo que vi ontem na Bloomberg, tem um título respeitante à Grécia, mas os gráficos que mostra, também nos dizem respeito. O primeiro visível abaixo diz respeito à diferença entre as pessoas que saem e aquelas que entram. Um valor negativo evidencia mais emigração que imigração. Do gráfico sobressai o enorme impacto da emigração na Grécia, mas o nosso é igualmente muito substancial, sobretudo se condierarmos a nossa dimensão. Surpreendentemente, na Alemanha o saldo entre emigração e imigração é praticamente nulo, enquanto no Reino Unido o valor é surpreendentemente muito elevado! Os valores são relativos aos anos 2009-2014:

eeee

Diferença entre trabalhadores a sair e a entrar

No outro gráfico abaixo, vemos qual a diferença na emigração antes e depois da crise. Os valores elevados da Alemanha respeitam à sua dimensão. Uma vez mais a Grécia surge mal colocada, mas nós não estamos muito diferentes, especialmente no rácio entre os que agora saem, e os que saíam antes, um domínio em que ambos os países lideram claramente!

antes e depois da crise

Emigração antes e depois da crise

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *