Estacionamentos inteligentes

Há muitos casos em que o acto de estaconar é unicamente visto como um plano imediato, sem se pensar muito no que vai acontecer quando daí saírmos. A excepção são os casos limite, como aqueles em que há concentrações muito grandes de automóveis a estacionar, como são, por exemplo, os jogos de futebol. Nesses casos, uma grande parte dos automobilistas prefere deixar o automóvel mais longe, para depois sair dali mais rápido, evitando os constrangimentos de trânsito.

Curiosamente, no dia a dia, poucas vezes temos essa intuição de planear para o futuro. Quando estacionamos num centro comercial procuramos ficar em cima da porta de entrada. E nem nos damos conta que andamos muitas vezes a circular para encontrar um lugar impossível. Por isso, uma boa estratégia é deixá-lo num primeiro local vago, e fazer o resto a pé… É igualmente bom para a sua saúde, mesmo que envolva carregar compras, ou empurrar carrinhos! E quando se deixa o automóvel à entrada, a saída é muitas vezes logo ali…

Estacionando logo e saindo depressa poupa-nos assim muitas vezes tempo, e também umas gotas de combustível!

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *