Fogos na máquina de secar

Neste artigo anterior havíamos referido os inconvenientes de secar a roupa de forma natural dentro de nossas casas. Uma alternativa e solução para o problema de secagem de roupa, nestes Invernos húmidos, é a máquina de secar roupa. Mas tal como tudo, tem os seus inconvenientes.

Segundo este estudo da Administração dos Estados Unidos, há uns estimados 2900 incêndios nos Estados Unidos provocados por máquinas de secar roupa, cada ano. Esses incêndios são responsáveis por uma média de 5 mortes anuais e 35 milhões de dólares de prejuízos. Como seria de esperar, a incidência é maior no Outono e Inverno, com o pico a ocorrer em Janeiro, com 10.6%. Ainda assim, mantêm-se elevados mesmo no Verão, com Setembro a registar o valor mínimo, mas ainda com 6.7%.

O principal factor que contribui para esses incêndios é a ausência de limpeza das condutos de extracção do ar. O pó e fibras, bem como a própria roupa, foram os primeiros a contribuir para o início desses incêndios. Felizmente, mais de metade (53.5%) dos fogos ficaram confinados à máquina de secar propriamente dita, com 32% a não passarem para fora da divisão da máquina de secar. E detectores de incêndio permitiram uma resposta rápida em cerca de um terço dos casos…

O estudo dá ainda exemplos de notícias que surgiram na imprensa deste tipos de fogos. Como neste caso, em que uma família viu a sua casa praticamente destruída. Neste outro exemplo, o incêndio ficou confinado à máquina de secar. Neste outro caso, os prejuízos foram de 75000 dólares americanos… Em Portugal também os há, e uma pesquisa rapidamente revela um caso paradigmático:

Outros posts do A.Sousa:

[Publicidade]


[Publicidade]

{ 1 comment to read ... please submit second! }

  1. Quando estamos mais sensibilizados para estas questões, damos mais atenção a elas. Desta vez foi uma máquina de lavar em Lisboa que colocou em risco a vida de uma jovem de 20 anos e um bebé:
    http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/gnr-salva-bebe-das-chamas

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>