Gerir referências bibliográficas

Gestão de bibliografia

Gestão de bibliografia

A minha ausência do Poupar Melhor nos últimos tempos tinha uma boa causa. Tive de me dedicar à dissertação de mestrado em ciência política, o que entreguei finalmente no final do mês de Outubro.

Desde que iniciei o mestrado que me apercebi que só para saber onde estavam os textos que tinha de ler ia perder muito tempo. Primeiro porque era necessário encontrar os textos das listas entregues pelos professores. Depois os trabalhos entregues para cada unidade curricular necessitam de ter uma referência escrita de acordo com as regras de cada escola para a área de estudo em que se inserem.

A primeira parte, encontrar os textos, a informação de base está nos livros e esses temos de ir buscá-los à biblioteca ou para as carteiras mais avantajadas, comprar. A informação mais atualizada, essa está nas publicações da especialidade. Podemos também ir à procura dela na biblioteca, mas muitas dessas publicações cientificas têm versões online com o texto integral disponível e gratuita para alunis no âmbito de iniciativas como o b-on.

À medida que nos embrenhamos nos trabalhos, temos de necessidade de encontrar outros textos que nos ajudem a explicar o que escrevemos. Para isso o b-on também serve, mas a minha preferência vai para o Google Scholar.

De forma a depois manter um conjunto de referências mais reduzido, para não terem de se perder no meio da b-on ou do Google Scholar, convém terem um software que vos ajude. O Word faz uma gestão de bibliografia local, mas não me entendi muito bem com aquilo, até porque insisti em usar o Apple Pages para concluir o curso.

O Google Scholar integra diretamente com os seguintes gestores de referências bibliográficas:

Não posso deixar de referir o Mendeley. A capacidade de gerir e aceder os PDF em qualquer equipamento era tentadora, mas não integrava com o Google Scholar. Como irão compreender rapidamente, integrar com o Google Scholar facilita em muito a introdução das referências bibliográficas de forma correta, pelo menos para ciência política.

Há mais software, free e pago. Na Wikipedia existe uma lista com a informação de comparação de software para gestão de bibliografia que pode ser útil para escolhermos a melhor solução para o nosso sistema. O ideal é que:

  1. Escolham um software;
  2. Aprendam a usá-lo de forma eficaz e eficiente; e
  3. Não mudem de software durante o curso.

 

 

 

Tags: , ,

{ 1 comment to read ... please submit second! }

  1. Maria Irene Trovão Ferro

    Bravo (Y)

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *