Limpeza de disco em Windows

Os discos dos nossos computadores vão enchendo com o tempo. Enquanto há muito espaço, damos pouca importância. Para ver onde pára o espaço, já demos aqui a sugestão do SpaceMonger. Mas quando começa a esgotar, então aí temos que passar à acção!

Há muito software que promete “limpar-lhe” o computador… Neste caso vamos executar o Disk Cleanup, do Windows 7, com privilégios de administração. O Disk Cleanup está acessível nos Programas, clicando primeiro em “Accessories” e depois em “System Tools”.

Ao arrancar, o programa procura pelo espaço do seu computador que pode ser libertado sem grandes problemas. Depois apresenta-lhe uma lista, categorizada por tipo, que pode seleccionar para apagar, conforme primeira imagem abaixo.

No meu caso, optei apenas por apagar os ficheiros do WIndows Update, que já somavam quase 4 GB! Antes de apagar, o meu disco tinha 63.3 GB livres, sendo que depois dessa operação de limpeza sobraram 66.7 livres. Como podem observar, nem tudo parece ter sido bem limpo…

Disk1

Limpando Windows Update

Disk1a

Antes de começar

Disk1B

Depois de limpar

Passei depois à segunda fase. No separador “More Options”, carreguei no botão “Clean Up…” de “System Restore and Shadow Copies”. Como podem ver pela última imagem, a poupança foi de 7.7 GB, pelo que libertei com estas duas operações mais de 11 GB do meu disco, embora só depois de dois reboots!

Disk2

Mais limpeza…

Disk2a

Espaço livre no final

Tags:

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

  1. A parte do System Restore e Shadow Copies só se deverá apagar em caso de extrema necessidade de espaço em disco! Como sabem, caso apanhem um virus bastante chato (como o que recentemente encripta os ficheiros e exige um pagamento, chamado Cryptolocker), das soluções mais rapidas sem envolver um format é restaurar o sistema para uma data anterior a da infecção, essa “imagem” do sistema encontra-se no system restore, pelo que seria aconselhavel colocarem um aviso que poderá não ser prudente apagar esses dados do sistema.

  2. João,
    A ideia que eu tenho do Cryptolocker é que ele encripta ficheiros de dados (eg. Microsoft Office, OpenOffice, imagens, etc.), que não são os que são guardados pelo Windows no System Restore. Para nos protegermos do Cryptolocker (ou de coisas ainda piores), nada como um bom anti-vírus E também backups dos ficheiros de dados.
    Note-se adicionalmente que o Windows nunca apaga, por este método, o mais recente restore point.

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *