O que têm as pessoas interessantes em comum?

Um artigo da Time revelou um estudo sobre o que é que as pessoas interessantes têm em comum. Na verdade, são sete características comuns, que resumimos de seguida:

  • Não ser aborrecido:  Como sugere Scott Adams, criador do Dilbert, ser breve e positivo. E outra sugestão: se quando está a falar, ninguém lhe faz perguntas, o melhor é acabar a história ou perguntar algo a alguém.
  • Saber escutar: Há pessoas que falam pelos cotovelos. As pessoas adoram falar de si próprias, mas o ideal é mesmo deixar falar os outros.
  • Falar dos interesses das outras pessoas: Basta perguntar o que andam a fazer ou quais são os seus hobbies. Se souber algo sobre o tópico, o artigo refere que está 80% lá…
  • Ter 3 boas histórias: Ter 3 boas histórias preparadas para entreter, informar ou que crie um compromisso. É melhor que as histórias envolvam pessoas e não coisas.
  • Não esquecer o carisma: As palavras, como se diz, leva-as o vento. O que fica é o tomo e a linguagem corporal, dado que estudos referem que as palavras valem apenas 7%. Por isso, ria e sorria, gesticule e module a voz!
  • Atenção ao ambiente: A forma como as coisas se dispoem, quer seja em casa, quer no escritório, bem como as pessoas com quem se está, têm um impacto muito significativo. O mundo que nos rodeia determina muito do que somos…
  • Viva uma vida interessante: Se queremos saber coisas interessantes, primeiro temos que ler, ver e pensar sobre essas coisas. Estar com pessoas interessantes ajuda muito! O contrário é igualmente verdade…

O artigo da Time tem ainda excelentes apontadores. Vale a pena ler!

Dilbert

Dilbert e pessoas interessantes…

Tags:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *