Perdas de calor em nossas casas

A dinâmica da variação das temperaturas dentro de nossas casas é, por vezes, surpreendente! Neste artigo vou abordar as diferenças que se observam nas temperaturas de dois quartos cá de casa. As medições foram efectuadas no fim de semana de início de Dezembro, quando não existiu mais nenhuma actividade nos quartos, para além da abertura e fecho de estores.

Um dos quartos tem uma janela orientada a sul, o que proporciona no Inverno momentos mais quentinhos, quando o Sol brilha. Todavia, tem duas paredes exteriores, numa extensão superior a 8 metros. No gráfico abaixo, está representado a azul.

Outro dos quartos está orientado a norte. Não recebe luz directa solar, mas durante o dia há algumas situações em que é reflectida pelos prédios em frente. A parede exterior é reduzida, não atingindo os 3 metros. No gráfico abaixo, está representado a vermelho.

No gráfico observa-se como a energia do Sol aquece o primeiro dos quartos. A subida do gráfico a azul não deixa grandes dúvidas, mas note-se como a descida é igualmente pronunciada. O segundo quarto, que recebeu apenas um pouco de luz solar no primeiro dia do gráfico (no segundo dia os estores permaneceram fechados), registou naturalmente uma descida de temperaturas, mas de uma forma muito suave ao longo dos dois dias.

Assim, apesar da importância do Sol no aquecimento das nossas casas no Inverno, devemos lembrar-nos que as perdas são tão maiores quanto maior for a exposição ao frio. E, embora mudar os isolamentos não esteja muitas vezes ao alcance, há outras formas de preservarmos ao máximo o calor em nossas casas.

Variação de temperaturas em dois quartos

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *