Ventoinhas para arrefecer?

Nestes dias quentes, tenho estado numa casa no Algarve. Com os meus termómetros, e sem ar condicionado, tenho lutado para arrefecer um pouco a casa… Dispunha também de uma ventoinha vertical, pelo que resolvi fazer umas experiências com ela.

Coloquei o termómetro no quarto, um dos locais a precisar de arrefecimento. O termómetro foi colocado numa das esquinas do quarto, longe da janela. A monitorização decorreu durante menos de um dia, e os resultados anotados são visíveis no gráfico abaixo.

Como se pode observar, a utilização da ventoinha não foi propriamente benéfica. Sair de casa e fechar os estores a meio da tarde revelou-se uma das melhores medidas. Abrir as janelas e aproveitar a corrente de ar também se revelou positivo. Mas quando comecei a utilizar a ventoinha, a coisa não aquecia nem arrefecia.

Por volta das 21:50, lá acertei a ventoinha com o sentido da corrente de ar, e a temperatura baixou dramaticamente. Mas tal teria provavelmente também ocorrido se não tivesse ligado a ventoinha. Por várias vezes dei-me conta que a ventoinha estava a contrariar o sentido da deslocação da corrente de ar, pelo que estava a ter um efeito negativo… E quando pelas 23:40 se termina a corrente de ar, a temperatura começou a subir, para praticamente só parar de manhã!

Das minhas experiências, resulta que a ventoinha teve um impacto muito reduzido na descida das temperaturas. Já tinha essa impressão de utilizações anteriores, mas com estes dados, prefiro apostar em dominar melhor as correntes de ar

Temperaturas numa noite quente no Algarve

Tags: ,

{ 5 comments to read ... please submit one more! }

  1. António,
    Que belo boneco da temperatura. Qual o equipamento usado? Também quero!

  2. Olá
    A função da ventoinha não é arrefecer o ar (essa é a função do ar condicionado), função da ventoinha é fazer circular o ar.
    Para o ar arrefecer teria de transferir parte da sua energia térmica para outro sitio (água por exemplo).
    A sensação de frescura que obtemos quando expostos a uma corrente de ar, está relacionada com a evaporação de uma fina camada de água sob a nossa pele e não com a temperatura do ar em si.
    A utilização de uma ventoinha só por si NUNCA arrefece o ar (pelo contrário fornece-lhe energia e ele aquece).
    Mas pode usa-la para arrefecer a casa.
    Durante a noite em que o ar está mais fresco pode usar a ventoinha para captar ar fresco do exterior, ou para expulsar o ar quente do interior.
    O primeiro é mais eficiente, como o ar quente está junto ao tecto e o ar mais fresco junto ao chão, pode colocar a ventoinha no chão da varanda (fixa/sem rotação) e virada para dentro do quarto (orientada para o tecto de modo a remover/renovar o ar quente que lá se encontra) .
    Desse modo cria uma corrente (anti-convecção) que irá refrescar consideravelmente o quarto.

    Durante o dia, o melhor é isolar o quarto (fechando janelas e persianas ) de modo a não aquecer, repetindo o procedimento durante a noite.

    Se as paredes aquecerem (sentir que o calor passa do exterior para o interior) a casa não está térmicamente isolada e as paredes actuam como reservatórios de calor, elas vão armazenar calor durante o dia e liberta-lo durante a noite (faça o que faça a casa vai estar sempre quente no Verão e fria no Inverno) neste caso pode plantar uma Hera /trepadeira ou vinha virgem (esta última tem folhas apenas no Verão ) nas paredes viradas a Sul (mais expostas ao sol que as folhas fazem sombra pela parede e evitam que ela aqueça) impedindo assim a transferência de energia através das paredes, mantendo a casa mais fresca.

    Uma alternativa ao uso da ventoinha é abrir janelas em lados opostos da casa .
    Na Natureza TUDO funciona pela regra do menor esforço (Princípio da energia mínima) o ar exterior está sempre em movimento, independentemente de haver vento ou não, esse ar exterior ao chegar a sua casa, pode contornar a casa para continuar o seu caminho, ou passar pelo interior da sua casa, (o ar irá sempre e invariavelmente fazer o menor percurso)
    Se houver um caminho pelo interior da casa para o ar (forma-se uma corrente de ar) milhares de metros cúbicos de ar passarão pelas divisões que ficam entre as duas janelas arrefecendo-as.
    Se impedir as portas de se fecharem (com a corrente de ar) a casa refrescará consideravelmente em poucos minutos.
    Note-se que o ar fresco irá passar rigorosamente pelo menor percurso disponível e preferencialmente junto ao chão (Principio da energia mínima). Nesse caso deverá colocar a ventoinha na corrente de ar (mais uma vez fixa/sem oscilar) virada na vertical para o tecto, de modo a remover o ar quente que aí se encontra.
    O ar quente e ar frio não se misturam pois têm densidades diferentes (tal como a água e o azeite)
    e única forma de o desalojar do tecto da divisão onde se encontra é fazendo-o circular , daí as ventoinhas de tecto (muito usadas nos países tropicais) sejam a forma mais eficiente de promover a circulação de ar numa habitação.

    Espero ter ajudado a perceber porque é que as ventoinhas não arrefecem o ar, apenas as pessoas.
    e servem apenas para fazer circular o ar.

  3. De facto a ventoinha não arrefece, até aquecerá devido ao calor produzido pelo seu motor !
    Para arrefecer, como é dito atrás, fazer circular ar do exterior, quando tem temperatura inferior ao interior da casa.
    Ainda relativamente a ventoinha, dá-nos a sensação de arrefecimento quando o ar ventilado tem temperatura inferior á da nossa pele.

{ 2 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Variações de temperatura numa sala no Verão » Poupar Melhor
  1. Variações de temperatura numa sala no Verão | comopoupar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *