Raspadinhas da Easyjet

Duas raspadinhas Easyjet

Duas raspadinhas Easyjet

No outro dia, num avião da Easyjet, uma das propagandas a bordo era sobre as “magníficas” raspadinhas à venda a bordo. Depois de ouvirmos os argumentos a bordo, que incluíam o pagamento do jantar à tripulação ao chegar a Lisboa, caso ganhassemos o prémio de £10000 anunciado, não resistimos a experimentar sujar um pouco o nosso lugar…

A experiência foi muito divertida, porque depois de rasparmos a raspadinha de 1.50 €, ganhamos £2 (2 libras esterlinas). Ou seja pagamos em euros, mas só podíamos receber em libras! E nada feito! Então dêem-nos essas duas libras… Também não!? Só poderíamos utilizar essas duas libras para comprar qualquer coisa a bordo, o que francamente só dava para tomar um café, que não nos interessava. Perante o interesse das pessoas à volta, que ficaram logo a perceber que não se deveriam meter nisso, aproveitamos por trocar o prémio por mais duas raspadinhas, que obviamente não nos deram mais nada.

Mas, assim, pudemos ficar com um exemplar. Que aproveitei para ler de fio a pavio, para perceber que este é mais um meio de extorsão de dinheiro no ar… Como podem ler na imagem acima, depois de clicada e ampliada, as probabilidades são inferiores às das raspadinhas em Terra, e se tiver a sorte muito pouco provável de ganhar alguma coisa, ficará pendurado como nós…

As raspadinhas no ar são algo de que se fala pouco, mas consegui encontrar esta referência sendo ainda possível encontrar esta outra a partir daí. Mas dez segundos depois estava a descobrir uma referência ainda mais deliciosa: a de um passageiro que comeu literalmente o prémio em pleno voo! Frustrado por não receber o seu prémio de quase £10000, desatou aos pontapés, e comeu literalmente o bilhete premiado! E pouco depois, depois de ler mais alguns relatos de passageiros chateados, chego a esta maravilhosa notícia, que refere que num voo de Milão para Madrid, três felizardos ganharam todos o prémio grande, coisa que acontece estatisticamente apenas cerca de uma vez por mês…

Para mim, cada vez mais, o melhor a fazer nos voos low-cost é levar uns fones nos ouvidos, e aumentar o volume…

Tags:

{ 4 comments to read ... please submit one more! }

  1. Isto faz lembrar a máxima de que “não existem almoços grátis”.

  2. Boas Álvaro

    As companhias low cost tem de fazer render o seu peixe.

    Qualquer dia, vendem colchões, electrodomésticos, vestuário e etc.
    Têm de aproveitar, pois os passageiros não podem fugir, e sempre podem ganhar mais algum

    Vendedores no ar, por assim dizer.

  3. Boas Nuno,

    Tens toda a razão exceto na parte em que a história nos é contada pelo A.Sousa e não por mim. :)

  4. Na rayner e mesma merda. Já comprei raspadinha. Pra prémio 10 mil euros ou dizia sim ou não. Saiu me sim. Pensei k tinha sido premiado. Falei com hospedeira de bordo ela disse k ia ainda pó um sorteio. Raspadinhas de voo são uma merda

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *