Privatização do estacionamento público em Lisboa

A EMEL é uma empresa pública que tem esticado todos os limites razoáveis da sua intervenção! Este artigo descreve uma das formas dessa intervenção.

Ontem, tive que deslocar-me para os lados da Quinta da Luz. Estacionei numa praceta onde havia montes de lugares vagos. Mal saí do carro, um idoso interpelou-me e avisou-me que não podia estacionar ali! Perguntei-lhe se era pago, percebendo rapidamente que não havia parquímetros por perto!

Riu-se para mim, dizendo que aquele parque era só para os residentes! Nem queria acreditar! Lá tive que ir confirmar na entrada da praceta, a placa que me escapara:

Esta praceta enorme passou a ser um espaço privativo dos condóminos?

Esta praceta enorme passou a ser um espaço privativo dos condóminos?

Na verdade, o que a EMEL fez foi privatizar o espaço público a favor dos moradores! Mesmo que o espaço esteja completamente vazio, não podemos lá estacionar! Mesmo que queiramos pagar parque, não podemos lá estacionar! Deixou de ser um espaço público, para passar a pertencer aos condóminos, com dístico… Quem serão?

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *