Aquecimento por radiador à janela

Na sequência do artigo sobre onde se devem colocar os radiadores, temos efectuado vários testes à forma como a temperatura varia, mas quase exclusivamente na nossa sala. A sala tem a particularidade de ter uma boa exposição solar, e o radiador na parede oposta às janelas. No caso do nosso quarto, a exposição solar é nula, e o radiador fica debaixo da janela.

A imagem acima evidencia a evolução da temperatura durante uma noite típica, no quarto, com a linha a vermelho a representar a temperatura a 2 metros de altura, enquanto a azul está representada a temperatura a 10 cm do chão. Em ambos os casos, os termómetros foram colocados na parede oposta à janela exterior.

A temperatura mais próxima do tecto sobe rapidamente, com cerca de um grau na primeira hora. Durante o resto da madrugada a subida da temperatura foi inferior à da primeira hora. A queda da temperatura foi igualmente rápida depois de desligado o aquecimento. Junto ao solo a evolução foi notoriamente diferente, mantendo-se uma subida relativamente linear ao longo da madrugada.

A comparação com os registos que temos efectuado na sala revelam que o quarto permanece significativamente mais frio. E as temperaturas que têm sido efectuadas na sala são-no próximo da janela, ao contrário do quarto, onde as medições foram efectuadas na parede oposta. O radiador da sala (há outro radiador na sala, mas esse está sempre desligado, por estar na parede exterior) é ligeiramente mais pequeno, embora a dimensão da sala seja praticamente três vezes superior à do quarto. Tais medidas parecem, pois, confirmar a maior eficiência de fontes de calor na parede oposta à exterior, e certamente da energia solar.

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *