Calor na sala

O calor dos últimos dias não tem dado tréguas, mas tem servido para bastante experimentação com os termómetros. No último fim de semana coloquei os dois na sala, na parte mais oposta às janelas. No ano passado, já havia efectuado uma experiência semelhante numa casa de férias, mas agora repeti-a cá em casa. O gráfico correspondente é o seguinte, com a linha a vermelho a representar a temperatura junto ao tecto, enquanto a azul está representada a temperatura a centímetros do chão.

Temperatura no chão e tecto da sala

Temperatura no chão e tecto da sala

O gráfico evidencia como a abertura das janelas ao final da madrugada contribuiu para um arrefecimento global da sala. Habitualmente deixamos os estores entreabertos para evitar a entrada de melgas e mosquitos, mas tal contribuiu inicialmente apenas para fazer baixar a temperatura junto ao tecto. Só quando durante a madrugada se abriu os estores, e depois se criaram as condições para uma corrente de ar efectiva, é que a temperatura baixou mais significativamente.

Quando as janelas se fecharam de manhã, já a temperatura exterior subia rapidamente. Nesse dia, e segundo dados do IPMA, a região de Lisboa registou 24ºC de mínima, enquanto a máxima se aproximou dos 40ºC. Note-se que antes do fecho das janelas, já a temperatura junto ao tecto havia estabilizado, apesar de que junto ao solo apresentava uma tendência de descida. Depois do fecho das janelas, a temperatura volta a subir rapidamente, muito por influência da carga térmica da casa. A sala registou alguma actividade durante o dia, verificando-se pequenas flutuações.

No final do dia, resolvi fazer uma experiência interessante. Apesar de saber que a temperatura exterior era superior, resolvi abrir as janelas. Rapidamente, a temperatura da sala começou a subir; aí parei a monitorização, e voltei a fechar as janelas.

Manter as nossas casas frescas, com estas temperaturas e sem recurso a ar condicionado, torna-se difícil. Tal como no Inverno, fechar as portas e evitar a circulação de ar, mantém a temperatura no centro da casa, só que no caso do Verão, mantendo-a mais fresca, e evitando a propagação do calor, como também havíamos referido neste artigo. Em qualquer caso, só compensa abrir as janelas quando a temperatura de ar exterior é inferior…

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *