Um Apple Magsafe para todos

"<a href="http://commons.wikimedia.org/wiki/File:MagSafe2_MBA.jpg#/media/File:MagSafe2_MBA.jpg">MagSafe2 MBA</a>" by <a href="//commons.wikimedia.org/w/index.php?title=User:Emanuele1212&action=edit&redlink=1" class="new" title="User:Emanuele1212 (page does not exist)">Emanuele1212</a> - <span class="int-own-work" lang="en">Own work</span>. Licensed under <a title="Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0" href="http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0">CC BY-SA 3.0</a> via <a href="//commons.wikimedia.org/wiki/">Wikimedia Commons</a>.

MagSafe2 MBA” by Emanuele1212Own work. Licensed under CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons.

Há uns anos a Apple introduziu uma invenção a que chamou Magsafe. Não obstante todos os cuidados, não seria a primeira vez que puxávamos o cabo que liga a fonte de alimentação ao nosso computador portátil com mais força do que esperávamos. Isto pode acontecer por acidente e provocar um estrago fora da garantia do produto que só será reparado se o equipamento for aberto e o conecto no portátil for substituído, soldando-se um novo à placa de gestão de energia ligar à motherboard.

Sei do que falo porque quando tinha o meu Asus os meus filhos me fizeram o favor de puxar pelo cabo por acidente tantas vezes que tive de proceder à sua reparação. Foi necessário comprar o componente interno do Asus e, uma vez que as minhas capacidades de proceder à solda dos componentes de forma limpa são miseráveis, tratei de encomendar o serviço a quem sabia.

Embora não o tenha experimentado, achei engraçado ver que havia quem se tivesse dado ao trabalho de produzir as instruções de construção de algo semelhante para outros computadores, que é o que partilho hoje convosco.

MagSafe for the Rest of Us: A DIY Magnetic Power Adaptor

MagSafe for the Rest of Us: A DIY Magnetic Power Adaptor

A construção não é simples, mas parece possível. As instruções completas de como construir um componente destes encontram-se no site Instructables.com. Aqui a dúvida é o efeito que terá a utilização de ímanes e eletricidade.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *