Equipamentos que não poupam combustível

Num mundo em que os combustíveis são cada vez mais caros, surgem facilmente vendedores da banha da cobra, a dizerem que têm uma solução milagrosa para o problema. O caso do Molecoiso surge-nos por intermédio de um amigo, que solicitou a nossa impressão, depois de o ter visto à venda num site de classificados. Nesse site há dois links, um para este site que parece promover directamente o produto, e outro para uma página do Facebook, onde tem alguns testemunhos. Daí até o que é a página oficial do produto em Portugal, é um passo.

O problema destes produtos é que exageram na poupança que reclamam… A primeira impressão logo que vi o anúncio de poupança de “até 20% no combustível” foi a de “porque é que os construtores ainda não se lembraram disto“? Uma pesquisa rápida na Internet revela que até em Portugal já se descobriu que é banha da cobra. Outros utilizadores que o experimentaram chegaram à mesma conclusão. Mas testes efectuados por um site da especialidade revela que este produto, tal como outros, não aquece nem arrefece.

Mas, o mais giro, é ir à página do fabricante, e ver que o produto “Molecoiso Fuel Saver” já foi descontinuado. Porque será, se é assim tão bom?

Tags:

{ 92 comments to read ... please submit one more! }

  1. Quero ter o prazer de desmitificar esta opinião sobre a Molecoiso.
    Desdes á uns anos que temos vindo a procurar formas de redução de custos energéticos, utilizando, verificando e desenvolvendo tecnologias que o permitam fazer de forma eficiênte e competitiva.
    Na verdade no mercado existem inumeros produtos que alegam reduções, mas apenas isso.
    O principio de Van der Waals, são utilizados no Molecoiso com resultados positivos que podem atingir reduções acima dos 20% anunciados, dependendo de variáveis como o estado do motor, percursos, clima, modo de condução, cargas etc.
    Esta tecnologia está devidamente comprovada, testada e documentada por inumeras Universidades e Identidades Idónias e independentes. Ínclusive não está descontinuada, como é afirmado, por se continuar a fabricar e a ser utilizada por grande Frotas e particulares.

  2. E verificando o suposto teste, nada tem a ver com a Molecoiso, parece ser um aparelho electrico ligado a uma bateria para fazer o quê? Quando muito parece-me um controlador de energia ( com condensadores ?) não faço a minima idéia.

  3. Na parte da opinião dos geradores de HHO, tambem atesto que funcionam muito bem, e já estão a ser tambem comercializados em Portugal, contudo altera as garantias dos fabricantes , o que não acontece com a Molecoiso por não ter qualquer ligação electrica e/ou mecãnica ao veiculo.

  4. Quanto á página da Molecoiso, essa de facto não existe por ter uma outra e em Portugal é http://www.molecoiso.pt.
    A Molecoiso Portugal oferece uma garantia de Stisfação Total de 3 meses, garantia de 2 anos e um periodo de vida superior a 10 anos.
    E ficam os factos devidamente esclarecidos, qualquer dúvida que possa surgir, teremos todo o gosto em elucidar.

  5. Luís,

    Agradecemos o seu feed-back. Se o produto Molecoiso™ é assim tão bom, porque é que as revistas da especialidade repetidamente dizem que não?

    É o que acontece com o artigo da Car and Driver, que referimos no artigo. A Car and Driver, para quem não sabe, é a revista de automóveis com maior circulação nos Estados Unidos.

    Mas, vejamos o caso Português. Se o produto é assim tão bom, já deve ter saído alguma análise muito favorável numa das revistas da especialidade em Portugal. Segundo a APCT, as de maior circulação em 2011, incluíram (por ordem alfabética), a revista ACP, Auto Hoje, Autofoco, Automotor, Guia do Automóvel e Turbo. Se alguma destas revistas fez uma análise favorável, queira por favor enviar-nos uma digitalização dessa análise, que teremos todo o gosto de a referenciar.

  6. Os mesmos produtos já foram mesmo analisados por Organismos ligados à protecção dos Consumidores. O resultado é sempre o mesmo. Veja, por exemplo, esta Informação Oficial do Governo de um dos Estados da Austrália:

    http://www.commerce.wa.gov.au/corporate/Media/statements/2008/October/Questionable_Fuel_Saving_Devic.html

    Como pode ler, o produto foi mesmo removido desse Estado Australiano…

  7. A revista Automotor na Edição de maio de 2102 fez uma reportagem com o dispositivo que utiliza os principios de Van der Waals, mas quando saiu, já tinha melhores resultados com a Molecoiso que tambem irá sair em reportagem

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=350080081718235&set=a.135448236514755.24674.100001487396944&type=1

    http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch%3Fv%3Dq2nlQcLep9Y%26feature%3Dyoutu.be&h=AAQFP8vm1AQFSNPT_OhyIr4PJzsaXb-VqNb-gbSi84tyNnw&enc=AZPcV6lwTg6HfDb8DzOQ9gEd0ZwsBXYxuJ_dEh8xlsf0nERx_xiVDDvz7nEOOt1a8UNFjb5UbiMEc_GdNg5rR_9L

    Contudo apesar de já se ter demonstrado a sua eficácia no MInistério da Energia e Emprego e no LNEG, o Estado Português reitera que não deve ser usado porque poderá colocar-se em causa os planos existentes a médio e longo prazo para a redução da dependência do petroleo.
    Esses ducumentos não os irei aqui publicar, mas poderei facultá-los.

  8. mas isso já foi á muito tempo, tal como a Herbalife tambem teve graves problemas nos EUA que esteve fora de mercado quase um ano.

  9. Em Portugal Todos os médias (TV´s e Jornais, DECO) sabem que se está a comercializar. Eu própio enviei toda a documentação que atesta de forma inequívoca a sua eficácia por Inumeos Organismos independentes, mas como o própio Estado afirma não haver interesse nessa solução, todos se remetem ao silêncio (inclusive TODOS os Partidos Politicos) porque será ?

  10. Luis,

    Infelizmente a imagem da Automotor que referencia no Facebook não a consegui visualizar em nenhum browser. Queira pf. enviá-la para pouparmelhor@gmail.com

    Quanto à reportagem que aponta do Youtube, ela certamente refere-se à reportagem da Today Tonight, que é referenciada aqui:
    http://dansdata.blogsome.com/2008/10/14/laws-of-physics-2937290458937-magic-fuel-savers-0/

    Se reparar bem, a reportagem televisiva que aponta, é de uma cadeia televisiva de Perth, no estado da Austrália Ocidental. Foi nesse mesmo estado que o produto deixou de ser comercializado, depois da investigação efectuada por esse mesmo estado, e cujas conclusões evidentes estão no link do meu comentário anterior.

    Quanto aos supostos documentos, pode enviar-me para o mesmo endereço de email. Mas tenho pena, porque a sua teoria da conspiração tem uma falha: nunca um produto como o que promove poderia colocar em causa os planos para a redução da dependência do petroleo; antes pelo contrário!

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *