Monóxido de dihidrogénio

Monóxio de dihidrogénio

Monóxio de dihidrogénio

No outro dia, para exemplificar como muitas vezes somos demasiado crentes naquilo que nos é transmitido, dei o exemplo do monóxido de dihidrogénio.

O monóxido de dihidrogénio pode ser uma coisa muito má! Como podem ver nesta página, é um composto químico sem cor e cheiro, que é encontrado em vários compostos caústicos, venenosos e explosivos. Apesar de não ser classificado como uma substância tóxica ou cancerígena, em determinadas circunstâncias pode causar a morte quando inalada, mesmo em pequenas quantidades. Na natureza, sabe-se que é a parte mais importantes das chuvas ácidas, e causa erosão dos solos. Sabe-se igualmente que são um factor importante nas consequências associadas aos furacões e cheias.

Podíamos continuar quase indefinidamente a falar dos malefícios do monóxido de dihidrogénio. Mas o importante aqui é perceber-se como podemos ser enganados de forma muito simples, quando se muda apenas a designação de algo tão comum como a água! O problema na vida real é que somos muitas vezes inundados com desinformação, mas que parece real, pela forma como é maquilhada.

Se o leitor caiu na confusão, não está sozinho! Da primeira vez, também fiquei surpreendido. Na página do Wikipedia sobre o assunto, podemos ver que muita gente já brincou com o tema. A minha preferida é do Penn & Teller, no vídeo seguinte, com mais umas consequências assombrosas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *