Pago em lixo?

Ontem, no carro, ouvi mais uma daquelas notícias… Parece que em Campolide, vamos poder receber o equivalente a 2 euros por cada quilograma de lixo reciclado!!! A estupidez da medida é tanta, que nem sei bem se rir ou chorar? O melhor é fazer um bocado de humor:

A primeira análise que se me ocorreu é acabar com a história das tampinhas. Na verdade, para quem coleciona tampinhas, e não recebe nada em troca, o negócio de Campolide é muito melhor. Mesmo para quem recebe as tampinhas e as troca por dinheiro, para uma cadeira de rodas, o negócio de Campolide é um pouco melhor…

Mas, como toda a gente saberá, coleccionar um quilo de tampinhas dá muito trabalho! Como em tudo na vida, o melhor é apanhar um atalho. Como eles pagam ao quilo, o melhor é começar por reciclar coisas pesadas. A mim ocorre-se-me que a melhor opção é levar vidro para Campolide. O vidro é relativamente pesado, e muito fácil de arranjar! Aposto que se faria um bom negócio de intermediação com um qualquer restaurante…

Se não conseguirem arranjar material reciclável, podem sempre arranjar lixo indiferenciado/doméstico. Só paga metade do material reciclável, mas ainda assim é a 1 euro por quilo! Não se esqueçam de meter assim umas coisas pesadas pelo meio, tipo calhaus, mas disfarçados. Porque assim o peso aumenta rapidamente, e recebe mais euros em troca!

Na falta de outras opções, não há nada como fazer uns raides a uns ecopontos. Recicla-se o reciclável, levando-o para Campolide! É verdade que é um exercício que pode ser classificado de nojento, mas só quem não passa perto dos pontos de entrega de lixo não conhece o esquema, infelizmente utilizado por muitos com muitas necessidades. Conseguir uns valentes quilos deve ser um exercício bastante simples!

Se olharem para o site onde isto está anunciado, verão que há um problema: em vez de receberem em euros, receberão na moeda Lixo. Eu até pensava que era ilegal começar a emitir moeda, mas aparentemente, segundo este excelente documento, parece que o que não falta é moeda desta… E neste caso, parece que haverá até 15 mil euros envolvidos na brincadeira!

É claro que há mais problemas: supostamente o dinheiro tem que ser gasto em Campolide, e só pode ser recolhido por residentes naquela freguesia de Lisboa… E só podem produzir 10 quilos de lixo por dia, mas a 20 euros por dia, pode-se teoricamente ganhar mais neste esquema que um ordenado mínimo…

Portanto, se quiserem lucrar com o esquema, terão pelo menos que conhecer alguém dessa freguesia. E depois é mais um negócio de intermediação. Os próximos locais onde aparentemente se vão trocar Lixos por Lixo, são os seguintes:

  • 17 Setembro, 10:00-11:30, Alto de Campolide
  • 17 Setembro, 12:00-13:00, Bairro da Serafina
  • 24 Setembro, 10:00-11:30, Bairro da Bela Flor
  • 24 Setembro, 12:00-13:00, Bairro da Liberdade

Tags:

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

  1. antonio manuel santos cristovao

    Não reciclo mais. A empresa de reciclagem foi vendida por milhões de euros e eu, de borla vou ter o trabalho de separar e levar o lixo ? Se houver compensação – em Nantes é um credito a descontar na factura da agua (residuos) voltarei a colaborar.

  2. Consegue referenciar-me algum link na Internet para o caso de Nantes? Tentei encontrar, mas não consegui.

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *