Menos sono, pior desempenho

Flickr Creative Commons - umjanedoan

Flickr Creative Commons – umjanedoan

O A.Sousa tem-se preocupado com o sono e tem razões para isso. Um estudo publicado em Julho de 2013 no The Journal of Neuroscience veio demonstrar que o funcionamento do nosso corpo durante o sono atua sobre coisas tão importantes como a mielina, o revestimento que cobre os nossos nervos. Se imaginarmos que os nossos nervos são o que permite ao nosso cérebro enviar as instruções por impulsos elétricos a todos os pontos do nosso corpo, percebem que se esses caminhos não tiverem isolados com a mielina então a comunicação sofrerá interferências.

O estudo laboratorial em ratos mediu as variações de produção dos elementos necessários à manutenção do nosso sistema nervoso e que estes são produzidos essencialmente durante o sono REM ou Rapid Eye Movement (“movimento rápido dos olhos”). Isto significa que não serve apenas dormir, tem de ser num determinado modo. Este sono REM não ocorre quando dormitamos porque estamos num estado semi-alerta, e por isso a produção dos efeitos não ocorre.

Aquela sensação estranha que têm depois de não dormir, não é afinal nada mais nada menos que a falta que o nosso corpo sente da sua manutenção habitual. A duração do sono pode ter sido de 8 horas, mas a percentagem de sono REM não terá sido suficiente.

Tags:

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

{ 2 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Gráfico sobre se devemos ou não dormir » Poupar Melhor
  1. Padrões de sono » Poupar Melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *