O custo da água

Uma das notícias de hoje é o custo da água. Segundo a notícia, o custo da factura da água aumentou na esmagadora maioria dos concelhos do País nos últimos dois anos. No caso extremo do concelho do Sardoal, mais que triplicou.

Os dados, da responsabilidade da ERSAR, não são propriamente uma novidade, tendo nós elaborado algumas análises sobre alguns dos concelhos mais populosos do país, nomeadamente neste artigo.

Segundo esta outra notícia, são os habitantes de Paços de Ferreira os que mais pagam pela factura da água, enquanto no concelho de Terras de Bouro se paga a factura mais barata do País, o que aliás não admira, dada a abundância dela para aqueles lados… Segundo o estudo, os primeiros pagam, por ano, 209.04 €, enquanto os segundos não desenbolsam mais de 18 €. Assim se vê que a poupança é muito mais importante para os primeiros… A isso também acrescenta o facto de nos municípios mais baratos não se cobrar saneamento e tratamento dos resíduos sólidos.

O estudo da ERSAR não está todavia isento de problemas. É que o estudo foi feito para um consumo de 10m3 de água por mês, mas conforme já vimos neste artigo, a variação do custo por m3 é muito significativa!

Adendas: A notícia no site da ERSAR está aqui, sendo que os dados propriamente ditos estão disponíveis clicando-se neste URL. Aí se pode constatar que a ERSAR elaborou valores para consumos de 5m3, 10m3 e 15m3 por mês, mas que as notícias surgidas a público tiveram como enfoque o consumo de 10m3 por mês.

Tags:

{ 1 comment to read ... please submit second! }

{ 1 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Mentiras da água » Poupar Melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *