O Windows XP não acabou

Contrariamente a muitos relatos do fim do mundo, a Microsoft não acabou com o Windows XP. Apenas arranjou uma maneira de continuar a ser paga para o manter. O modelo de negócio das empresas que nos “vendem” software não passa de um esquema em pirâmide: os novos participantes vão sustentando os que já estão no esquema.

Os vídeos e notícias que anunciaram o fim do suporte ao Windows XP foram daquelas publicidades gratuitas que ninguém se lembraria. O resultado foi o pânico generalizado. As pessoas que não se preocuparam ou não quiseram mudar de sistema operativo antes, também não queriam mudar agora.

Nas empresas a coisa não é muito diferente. Há aplicações que não correm noutro sistema operativo e se os responsáveis ainda não se tinham apercebido que isso era uma má opção, ficaram a saber agora. Os governos do Reino Unido e Holanda vão ficar a saber da pior forma, que é pagando a conta para manter o suporte aos Windows XP sozinhos.

Tenho aconselhado as pessoas a avaliarem a mudança para Ubuntu e adaptarem-se ao LibreOffice se usam o PC para outra coisa que não sejam jogos no Windows. Numa associação de que faço parte, e para que evitem custos de licenciamento, foi o que já fizeram.

Um sistema operativo não tem de ser uma prisão. O computador é vosso. Para o dominarem, há todo o conhecimento que se encontra disponível na Internet.

Tags:

{ 1 comment to read ... please submit second! }

{ 1 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Windows 8 :-( » Poupar Melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *