Poupar nos pneus e no ecovalor

Esta semana, esta notícia chamou-me a atenção, e nela a Directora da Valorpneu queixa-se que os Portugueses estão a usar os pneus até ao limite. E continua com uma constatação de que a quantidade de pneus usados que vão para reciclagem continua a descer. Porque é que isto é um problema para a Directora, Climénia Silva? Ela explica:

  • Continuamos com uma diminuição das quantidades tratadas e também uma redução do nosso financiamento, pois se o mercado está em queda, o nosso financiamento também cai

Ora, aí está! O problema não é o da segurança, ou outro qualquer. É do ecovalor, uma taxa que se paga sempre que se compra um pneu novo! Cada vez que colocamos 4 pneus novos num carro, essa taxa leva-nos quase 5 euros! E é essa taxa que financia a Valorpneu. A Directora explica também que há uma tendência para o crescimento do mercado paralelo. Por isso é que incentiva a delacção dos prevaricadores.

Tal como em outros exemplos que temos vindo a relatar, enquanto os Portugueses se adaptam às condições difíceis em que vivemos, há todo um conjunto de Instituições que pretendem que nada se passa. Ainda, por cima, sendo uma sociedade por quotas, sem fins lucrativos. Enquanto os Portugueses se esforçam por dar uma maior longevidade aos seus pneus, com alguns truques, como os que aqui temos referido, a Valorpneu está provavelmente mais preocupada com o facto da sua licença terminar a 31 de Dezembro deste ano.

E apesar de uma subida que foi de 20% o ano passado, para os pneus dos ligeiros de passageiros, é provável que queiram mais. Por isso, como o Governo quer arranjar sítios onde cortar, que tal cortar nesta taxa no final deste ano?

Afinal, mais de um quarto dos pneus em 2011, e também em anos anteriores (ver página 48 do Relatório Anual & Contas), foram incinerados nas cimenteiras. E como no artigo que referimos acima se diz que o pneu “é um combustível alternativo com muita qualidade com níveis caloríficos semelhantes aos carvão“, facto que me parece evidente, então as cimenteiras que paguem a taxa. Melhor, que recolham directamente os pneus, e ainda nos dêem algum dinheiro por isso, em vez de termos que pagar mais uma taxa!

dilbert pneus

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *