Vítimas de fraude

Ainda ontem falavamos de como é difícil manter o sério quando falamos com os operadores de telecomunicações. Mas, depois de ler um artigo de Rita Carreira, em que ela explica como foi vítima de fraude, há palavrões que merecem ser ditos!

Resumidamente, alguém contratou um serviço de telecomunicações à NOS, impersonificando a Rita. A NOS, como vários operadores de telecomunicações, e não só, não exige grande coisa para contratar o serviço. Mas quando é para receber, é muito mais eficiente…

O mais chocante neste caso é a aparente conivência da Administração Pública com estes esquemas. Em vez de mandar a PJ tratar de quem impersonificou a Rita, passa via Ministério das Finanças o contacto da verdadeira Rita, para que a NOS a pudesse perseguir!

Igualmente chocante é pensar, eu ou o leitor, que as nossas identidades possam andar por aí a ser utilizadas… Sem qualquer capacidade de nos defendermos!

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *