Carga térmica

Em artigos anteriores, abordamos como a utilização de ventoinhas não foi particularmente benéfica nas nossas férias, bem como a observação que fizemos da variação das temperaturas no chão e tecto da sala. Nos dias seguintes das férias, optei por deixar os termómetros, um na sala, e outro no quarto, ambos a cerca de 80 cm de altura.

A evolução das temperaturas é visível no gráfico abaixo. A curva a azul representa a temperatura do quarto, enquanto a curva a vermelho representa a da sala. A temperatura da sala foi constantemente superior, sobretudo porque está voltada a sul, enquanto o quarto está voltado a norte. Acresce que a corrente de ar que se estabelecia na habitação entrava pelo quarto e saía pela sala, o que significa que o quarto arrefecia, de forma notória, mais rapidamente.

Aquecimento derivado de carga térmica

No gráfico estão visíveis os momentos em que as janelas foram abertas para criar uma corrente de ar, bem como os momentos em que as mesmas janelas foram fechadas, antes de deitar. Na verdade, entre esses dois momentos, elas foram abertas e fechadas algumas vezes, resultando nas oscilações visíveis, mas não documentadas no gráfico. Durante o dia 24, a casa esteve basicamente fechada, e daí a estabilidade das temperaturas. É importante realçar que se registou igualmente uma descida das temperaturas exteriores no período analisado.

O mais interessante é verificar que, depois de fechadas as janelas e terminada a corrente de ar, as temperaturas voltam a subir, praticamente à mesma velocidade que desceram, apesar das temperaturas exteriores continuarem a descer. Tal explica-se pelo conceito de “carga térmica”, e que consiste basicamente na libertação do calor acumulado, neste caso, essencialmente nas paredes.

Em ambos os dias, a temperatura alcançada durante a madrugada é apenas ligeiramente inferior à registada durante o dia. Mesmo quando o período de circulação de ar foi substancial! Na verdade, são muitos os factores que podem condicionar esta evolução, e dificultar o estabelecimento de temperaturas mais confortáveis no Verão, na ausência de sistemas de ar condicionado. Por isso, iremos continuar a referenciar este conceito, tão importante no Verão, mas obviamente também no Inverno…

Tags:

{ 1 comment to read ... please submit second! }

{ 1 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Gelo para arrefecer quarto? » Poupar Melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *