Poupança combustível em função do peso

Num artigo anterior, referenciamos mais um item que contribui para o aumento do peso do carro. Na altura dei-me conta de que apesar de já termos referenciado o impacto do peso no consumo dos automóveis, ainda não nos havíamos referido a quanto é que é exactamente a poupança derivada de um veículo mais leve.

Obviamente, o peso é apenas mais um factor a contribuir para as contas do consumo. A dificuldade de equacionar o factor peso é visível na aparente ausência de estudos científicos que nos digam quanto é exactamente a poupança.

O Departamento de Energia dos EUA tem disponível um documento interessante, que nos dá várias pistas para equacionar o problema. São referenciados dois estudos, que abordaremos de seguida, e que referem que uma redução de 10% no peso de um carro leva a uma economia de consumo de cerca de 6.8%. Num desses estudos, verifica-se que também a aceleração é beneficiada, com os mesmos 10% de redução de peso a contribuirem para uma melhoria de 7% no tempo de aceleração dos 0 às 60 milhas por hora.

Um dos estudos referenciados no documento atrás é um estudo realizado por Ricardo Inc., de 2009. Os valores de poupança referidos no parágrafo anterior variam em função de determinados aspectos. Um dos que mais me chamou a atenção, foi o impacto da variação de peso no consumo, mas também em função da velocidade. Como se pode ver na imagem a seguir, a poupança conseguida com a diminuição de peso diminui à medida que aumenta a velocidade.

 

Melhoria de consumo diminui com aumento da velocidade

Melhoria de consumo diminui com aumento da velocidade

Tal é compreensível, porque o peso é mais importante no arranque, e porque a maior velocidade, a resistência ao ar começa a tornar-se bem mais significativa que a variação de peso.

Outro estudo interessante é esta tese de douturamento do MIT. Analisando o peso de automóveis entre 2006 e 2008, e o respectivo consumo, os autores obtém uma linha de tendência relativamente bem definida, e que estabelece que cada redução de 100 Kg corresponde a uma diminuição do consumo em cerca de 0.53 L/100Km:

Tendência

Tendência da evolução do consumo em função do peso

Os autores coligem ainda uma série de resultados de outros estudos. Está na página 30 do PDF:

Resultados de outros estudos

Resultados de outros estudos

Nas conclusões, os autores referem que em termos absolutos, cada 100 Kg de redução de peso corresponderão a uma redução de 0.39 L/100Km, para um carro de tamanho médio, a gasolina.

Extrapolando para o exemplo da água do limpa vidros, e considerando o valor anterior, temos então que os 6 litros serão 6% dos 100 Kg, pelo que a poupança será de 6% dos 0.39 L/100Km, ou seja 0.0234 L/100Km. Numa viagem de ida e volta ao Porto poupamos assim 6 x 0.0234 L = 0.1404 L. Ao preço da gasolina de cerca de 1.50 €/L, tal significa uma poupança de cerca de 21 cêntimos de euro…

Tags: ,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *