Monóxido de dihidrogénio

Monóxio de dihidrogénio

Monóxio de dihidrogénio

No outro dia, para exemplificar como muitas vezes somos demasiado crentes naquilo que nos é transmitido, dei o exemplo do monóxido de dihidrogénio.

O monóxido de dihidrogénio pode ser uma coisa muito má! Como podem ver nesta página, é um composto químico sem cor e cheiro, que é encontrado em vários compostos caústicos, venenosos e explosivos. Apesar de não ser classificado como uma substância tóxica ou cancerígena, em determinadas circunstâncias pode causar a morte quando inalada, mesmo em pequenas quantidades. Na natureza, sabe-se que é a parte mais importantes das chuvas ácidas, e causa erosão dos solos. Sabe-se igualmente que são um factor importante nas consequências associadas aos furacões e cheias.

Podíamos continuar quase indefinidamente a falar dos malefícios do monóxido de dihidrogénio. Mas o importante aqui é perceber-se como podemos ser enganados de forma muito simples, quando se muda apenas a designação de algo tão comum como a água! O problema na vida real é que somos muitas vezes inundados com desinformação, mas que parece real, pela forma como é maquilhada.

Se o leitor caiu na confusão, não está sozinho! Da primeira vez, também fiquei surpreendido. Na página do Wikipedia sobre o assunto, podemos ver que muita gente já brincou com o tema. A minha preferida é do Penn & Teller, no vídeo seguinte, com mais umas consequências assombrosas:

Finalmente, uma boa razão para comprar uma impressora 3D

beer bottle lock

beer bottle lock

Uma impressora 3D custa tipicamente mais de 400€. Entre o preço e o tempo de demoram a imprimir os objetos há mais n+1 razões pelo qual entendo que as impressoras 3D estão ainda longe de estarem prontas para o grande público, mas entendo que encontrei a única razão para comprar comprar uma impressora 3D: Imprimir um Beer Bottle Lock!

As instruções para fazer um destes estão aqui, mas não me parece que isso vá acontecer aqui em casa brevemente.

Os reais aumentos da electricidade

Ontem, a ERSE confirmou aquilo que já tínhamos dito. Sobe, porque tem de subir! Os Media propagandearam os 3.3%, mas ninguém quis ir fazer as contas como deve ser. Tal como fizemos para este ano de 2014, e tendo por base o calhamaço da justificação da ERSE, cá seguem as duas tabelas para comparação dos preços de potência e da tarifa do kWh. Cada um que interprete os verdadeiros números:

kVA 2014 2015 %
1.15 2.43 2.49 2.47
2.3 4.26 4.38 2.82
3.45 4.64 4.75 2.37
4.6 6.03 6.17 2.32
5.75 7.42 7.59 2.29
6.9 8.81 9.01 2.27
10.35 12.96 13.26 2.31
13.8 17.12 17.51 2.28
17.25 21.28 21.77 2.30
20.7 25.44 26.02 2.28

 

2014
(>6.9 kVA)
2014
(<=6.9 kVA)
2015
(>6.9 kVA)
2015
(<=6.9 kVA)
%
(>6.9 kVA)
%
(<=6.9 kVA)
Tarifa Simples (<3.45 kVA) 0.1317 0.1367 3.80
Tarifa Simples (>=3.45 kVA) 0.1543 0.1528 0.1602 0.1587 3.82 3.86
Bi-horário Fora de Vazio 0.1821 0.1785 0.1890 0.1853 3.79 3.81
Vazio 0.0955 0.0946 0.0986 0.0978 3.25 3.38
Tri-horário Ponta 0.2066 0.2029 0.2144 0.2106 3.78 3.79
Cheias 0.1642 0.1613 0.1704 0.1675 3.78 3.84
Vazio 0.0955 0.0946 0.0986 0.0978 3.25 3.38

 

124º cartel: o da descida do preço do petróleo e dos mapas de aventuras no Minecraft

Podcast do Poupar Melhor

Esta semana desbaralhamos as noções sobre o funcionamento da economia que tão maltratados têm sido pelas subidas do preço da energia para o consumidor final.

Terminamos a falar de brincadeiras felizes com as crianças e de como podemos colocar o nosso conhecimento de computadores a funcionar numa tarde de chuva para criar uma aventura no computador para as crianças e os seus amigos recorrendo a mapas de aventuras do Minecraft.

Podem aceder aqui à lista completa de episódios do Podcast. O Podcast do Poupar melhor está também no iTunes

Play

Rendido às evidências!

Tal como acontece em alguns sábados, tive oportunidade de ouvir parte do Tudo é Economia na TSF. Esta semana o entrevistado foi Artur Trindade, secretário de Estado da Energia. Dos poucos mais de 5 minutos que ouvi, percebi logo a coisa. Coisa essa que se solidificou quando ontem ao final da noite li a entrevista completa no Dinheiro Vivo.

Para contextualizar, Artur Trindade foi quem substituiu Henrique Gomes no Governo, saída que motivou a tal celebração com champanhe… O que se compreende, pois Artur Trindade vem da ERSE, a tal entidade das subidas da electricidade, conforme certamente se confirmará amanhã

O problema é que não foram apenas os 5 minutos que ouvi. Foi quase toda a entrevista! O petróleo desce muito em termos internacionais, mas pouco em Portugal. E quase dá a ideia que é porque há um preço de referência, sem qualquer utilidade! Na electricidade, está tudo a correr às mil maravilhas, mesmo que metade dos portugueses (como eu) se esteja a baldar para a liberalização, e ainda bem! Mas, a melhor parte da entrevista é o entrevistador a dizer: “não respondeu“.

Percebe-se perfeitamente que o governante não goste de expressões como “margens excessivas”, “rendas excessivas”, e coisas similares. O problema é perceber-se que ele não gosta de acabar com elas! O confrangedor é estar rendido à evidência de que, neste sector da energia, quem manda não está no Governo….

Embrulhar presentes num instante

Não tenho jeito nenhum para embrulhar presentes. Até a realeza consegue fazer melhor que eu!

Mas melhor que tudo o que vi até hoje, é o embrulhar do vídeo sensação da semana… A técnica de embrulhar presentes em pouco mais de 10 segundos é absolutamente fabulosa. Como em todas estas técnicas rápidas, o embrulho não é propriamente feito como estamos habituados. Mas o resultado final parece ser muito bom!

Quando for embrulhar os presentes daqui a uma semana, vou voltar a ver este vídeo, com muitas pausas pelo meio. Talvez lhe ganhe o jeito…