Poupar a bateria do telemóvel

Há muitas formas de poupar a bateria no telemóvel. Temos referido muitos exemplos no Poupar Melhor, os quais estão normalmente agrupados nas tags baterias e telemóvel.

Há poucos dias descobri um site que tem um conjunto de dicas sobre como poupar na bateria do seu smartphone. Vale a pena visitá-lo porque tem um conjunto muito diversificado de dicas, para telemóveis de 10 fabricantes, e muitos modelos para cada um desses fabricantes! No meu caso, não descobri dica nenhuma, mas as que lá estão permitem realmente prolongar a duração da bateria do seu telemóvel.

Retro games

Indie Retro Games

Indie Retro Games

Se jogaram computador na vossa juventude, sabem como os jogos de hoje já não respondem diretamente aos comandos que damos. O computador trata que os movimentos que fazemos no Joystick e as combinações de botões se transformem em jogadas de futebol perfeitas no ecrã.

Os jogos de antigamente eram mais sádicos. O boneco morria. Ponto. Hoje em dia isso é tudo resolvido para que continuemos a jogar. Se quiserem estar atentos aos jogos do passado que ficaram disponíveis para jogar de graça, podem seguir o site Indie Retro News. Se forem como eu amantes do clube da maçã (Apple) então o site a ir é o Machintosh Garden onde podem ver os velhos jogos dos anteriores sistemas do Mac.

Ébola versus outras doenças

Há mais de dois meses, referimo-nos aos receios do Ébola. Desde então para cá, os receios progrediram de forma muito rápida. Não admira, pois a propagação está-se a verificar a uma velocidade muito grande.

Na passada semana vi uma infografia no Expresso, que comparava a taxa de mortalidade de várias doenças, com a respectiva capacidade de contágio. A infografia original é de David McCandless, publicada no Guardian. A infografia original, que reproduzimos abaixo (clique para ver melhor), faz parte da série “Information is Beautiful“, e que já referenciamos aqui no Poupar Melhor, nos artigos das causas de morte do século XX, e dos suplementos alimentares.

A comparação do Ébola com outras doenças evidencia que a sua propagação/contágio é lenta, mas que a sua mortalidade é particularmente elevada. Ainda mais relevante é o facto de que a morte, quando ocorre (em cerca de 70% dos casos actualmente) é muito rápida. E é isso que a distingue de outras doenças, como é o caso da SIDA, que na infografia aparece ainda acima, nos casos em que não é tratada.

ebola vs outras doencas

Ébola e outras doenças (taxa mortalidade vs. contágio)

Germes

Quando falamos de germes e bactérias, temos a noção de que se podem espalhar a grande velocidade. Mas como não os vemos, na verdade não temos uma noção de como se espalham…

No vídeo abaixo, Journey of the Germ, ficamos com uma ideia de como os germes se espalham. A forma como está feito, e a publicidade evidente à empresa Initial, levanta-me algumas dúvidas científicas, mas graficamente está bem conseguido. O conteúdo é todavia enquadrado por Lisa Ackerley, que desenvolve há muitos anos campanhas de promoção de higiente no Reino Unido.

O que é mais caro: metro ou carro

Nem todos passam os tempos ociosos ao fim-de-semana. Há quem se dê ao trabalho de pensar em formas melhores de viver as suas vidas e quem pense em poupar uns cobres no dia a dia.

A conversa não é nova. Aqui no PouparMelhor já tentámos chegar a uma conclusão, mas pretendia-se não só poupar, mas chegar sempre a horas. Aqui o contexto em que vivemos conta muito e por isso a solução não é só aritmética, mas também de valorização das escolhas.

No Twitter a conversa começa sempre por um ou outro twitt provocador. Uma opinião puxa outra e os 150 caracteres obrigam os opinadores a defenderem a sua opinião sem atropelos.

A ideia desta vez era saber se as viagens pendulares eram mais baratas por transportes público ou privado.

A resposta veio a seguir:

Só que nem sempre o problema é mera aritmética. Há quem se esqueça de algumas parcelas:

Como tinhamos visto anteriormente, o problema dos transportes não passa exclusivamente pelo custo incorrido em cada viagem. Não chega contabilizar a soma do preço dos bilhetes e compará-los com o custo da gasolina para nos deslocarmos numa determinadas distância. Há que ter conta outros fatores como:

  • Tráfego nos trajetos;
  • Pessoas a transportar;
  • Impostos;
  • Estacionamento;
  • Seguros;
  • Desgaste e manutenção da viatura;
  • Horários de deslocação.

No meu caso havia também que ter em conta a verba disponível para alteração do transporte próprio porque queria ter a liberdade de movimentos que um motociclo me podia dar. (E deu)

Depois disto, ainda temos de ter em conta o que valorizamos mais:

  1. Tempo;
  2. Dinheiro;
  3. Liberdade.

Enquanto algumas pessoas podem ser obrigadas ou gostar de pensar apenas no dinheiro, mas são estas três as variáveis que tive em conta. No meu caso acabou por ganhar a liberdade e o tempo.

117ª greve: a da greve do metro e da diferença de usar transporte próprio

Podcast do Poupar Melhor

Esta semana estivemos a falar sobre a greve e os transportes próprios. Aproveitámos para resumir um conjunto de informação que já discutimos aqui em mais detalhe e falar de coisas que não tinham nada a ver com este assunto como a procrastinação.

Podem aceder aqui à lista completa de episódios do Podcast. O Podcast do Poupar melhor está também no iTunes

Play