Até quando é que os nossos tablets vão funcionar?

PC Velho

PC Velho

Tenho uma dúvida que me corrói. A lógica diz-me que parte da lentidão acumulada nos equipamentos que possuo está em parte na perceção. O que não aceito é que esteja tudo nessa mesma perceção. Não tenho nada concreto. Apenas uma continuada desconfiança que decidi hoje colocar aqui em forma de pergunta: até quando funcionarão os nossos tablets?

O que começou com um enorme crescimento nas vendas, abrandou recentemente. Os fabricantes para continuarem a vender novos tablets com melhores processadores e maiores capacidades de armazenamento terão de apresentar inovações tecnológicas. Na falta destas inovações, os fabricantes estarão incentivados a programar o software de suporte dos seus equipamentos com maior ineficiência na utilização dos recursos disponíveis (gastar mais bateria, demorar mais tempo a abrir uma aplicação…).

Pegando nesta teoria, haverá mais. Com menos vendas, e como a manutenção dos sistemas operativos destes equipamentos não é explicitamente paga, haverá menos dinheiro para a fazer. Por consequência, com a redução de recursos para a manutenção, a lógica é que o resultado será o de piorar o desempenho dos equipamentos. As falhas serão corrigidas, mas a que custo.

Isto também será acelerado pela degradação dos valores pagos aos técnicos programadores e pela transferência de investimento para os departamentos de marketing com o objetivo de forçar mais produto para as lojas e daí para os consumidores. Teremos boas campanhas de marketing com presença de conforto em todos os meios, mas maus produtos sem a capacidade de aceitarem a delegação que devemos fazer neles de coisas tão simples como decorar uma morada e um número de telefone.

Incentivados por cada novo problema de segurança que surja nas notícias, os utilizadores que atualizarem o software nos seus sistemas irão percecionar uma degradação do comportamento do seu equipamento. Uma vez que não existe nenhuma predeterminação do termo de vida do equipamento, não se poderá chamar a esta degradação uma obsolescência programada. Estaremos perante um fenómeno semelhante, mas de obsolescência acumulada. Os pequenos defeitos adicionados a cada nova versão do sistema operativo irão gradualmente reduzir a capacidade de resposta do equipamento.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *