Olho nas eólicas

O programa Olhos nos Olhos na TVI24, com Medina Carreira, e normalmente Judite de Sousa, entrevista semanalmente pessoas com reconhecidas competências em diferentes áreas. Com o Medina Carreira já não apreendo nada de novo, e o que menos suporto nele é interromper o convidado…

A semana passada, desta vez com um surpreendido José Alberto Carvalho, o convidado foi o professor Clemente Pedro Nunes, do IST. A sua intervenção foi muito clara, com gráficos e explicações simples.

Já ouvira falar deste professor, mas não me lembrava donde. Foi necessário pesquisar nas minhas notas, para recuperar um artigo que um amigo me havia enviado há dois meses atrás. Era um artigo que havia saído no Expresso, de Mira Amaral, que referenciava o professor Clemente Nunes. Na altura li ainda uma apresentação que o Professor havia efectuado na Ordem dos Engenheiros. A apresentação é um bocado densa, mas tem um conjunto de indicadores importantes que nos explicam porque nos enterramos neste domínio…

erfe

Artigo de Mira Amaral sobre o tema das eólicas, no Expresso, em Março

Mas o programa da TVI24 vai ainda mais além, explicando como temos vindo a ser enganados, em função de interesses que estão no terreno. Particularmente interessante é ouvir o Professor Clemente Nunes falar de tudo o que é necessário montar para que não falte electricidade quando não há vento… Fala também sobre a dívida tarifária (que eu conhecia pelo termo défice tarifário). E explica o que aconteceu em Espanha, e que referenciamos no artigo sobre os cortes na eólica em Espanha.

O Professor explica depois como nós consumidores temos que pagar isto, por lei! É um negócio da China, como comentava Medina Carreira no programa. E que Clemente Nunes dizia que tudo isto é capitalismo decretino (notem o trocadilho…), por ser resultante de decretos… Não percam o programa, para perceber como funciona este sector, que só agora se começa a escrutinar:

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *