Filas do IMTT

Filas IMTT no Porto, via JN

Filas IMTT no Porto, via JN

Foi a terceira vez que tive que ir ao IMTT este ano. Das três vezes, perdi tempo sem conta, passei muito tempo ao frio, e paguei para me deslocar de metro e estacionamento para automóvel.

Antes da primeira vez, ainda tinha passado pela Loja do Cidadão, também com filas imensas, mas antes de ser atendido, até me explicaram que tinha que ir à Elias Garcia. Mas explicaram-me que tinha que ir bem cedo, porque se não, não seria atendido. Por essa altura tive a sorte de ler a crónica de Daniel Oliveira no Expresso. Ainda tentei telefonar, enviar emails, mas aquela instituição deve ser tipo um buraco negro, com a qual a comunicação é impossível.

O que se passa no IMTT é um dos piores espectáculos deste País. E não é só em Lisboa, é pelo menos também no Porto, como a imagem acima documenta, retirada do artigo do JN referenciado.  Da última vez que lá fui, foi porque da segunda vez não pediram um papel, que eu até tinha nessa ocasião! Ineficiência pura e simples dos serviços, que alimenta as filas… E olhando para as taxas fixadas para o IMTT facilmente se percebe que para tornar o “Estado um pouco mais eficaz”, nas próprias palavras do Daniel Oliveira, não é a pôr lá mais pessoas que se vai chegar a algum lado. O que há a fazer é acabar com grande parte destes processos maquiavélicos, que só dificultam a vida das pessoas, com grandes perdas de capacidade produtiva. É que 300 pessoas perderem cada uma 4 horas, representa 1200 horas/homem de tempo perdido, o equivalente a 30 semanas de trabalho de uma pessoa…

Por isso, se tiverem que ir ao IMTT, ou a muitos outros Serviços que funcionam de forma similar, aproveitem para planear uma paralelização de tarefas, pois ao menos podem rentabilizar o tempo que por lá passam…

Tags:

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

  1. 1º o que é o IMITT?

    2º são os funcionários responsáveis pela burocracia?

    3º Haverá funcionários suficientes para essa burocracia?

    4º Não culpe os outros pela sua falta de informação. Ponha-se no lugar desses funcionários, quase sempre mal tratados.Enquanto você está lá 4 horas à espera e 10 minutos a resolver o seu assunto, os funcionários estão as horas todas a atender pessoas e a ouvir constantemente o mesmo.

  2. Mais digo-lhe que vc não leu a crónica do daniel de oliveira…

    Ou leu atravessado…

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *