O que o leva a mudar o local de compras?

As técnicas de poupança muitas vezes escondem múltiplas armadilhas. Falamos no passado sobre as ilusões das promoções, descontos mínimos, ou os mais variados truques linguísticos

Na sequência do artigo do Álvaro sobre o tempo perdido nas compras, lembrei-me de um vídeo que tinha visto online, e que reproduzo abaixo, do blog Mind your decisions e canal Youtube respectivo.

Nele é nos perguntado como respondemos às seguintes duas situações:

  • Imagine que está a comprar uma calculadora por 125 euros. Fica a saber no exacto momento em que está a comprar que pode poupar 5 euros numa outra loja que está apenas a 10 minutos. Faria a deslocação?
  • Imagine que está a comprar uma calculadora por 25 euros. Fica a saber no exacto momento em que está a comprar que pode poupar 5 euros numa outra loja que está apenas a 10 minutos. Faria a deslocação?

Como responde o leitor em cada uma das situações? Há quatro combinações: Sim/Sim, Não/Não, Sim/Não e Não/Sim.

Na verdade, este exemplo foi pela primeira vez abordado por Amos Tversky e Daniel Kahneman em 1981. Os valores eram ligeiramente diferentes do exemplo no vídeo, pois em vez de 25 euros, seriam 15 euros. No caso da poupança de 5 euros em 15 euros, eles averiguaram que 68% das respostas seriam afirmativas, enquanto apenas 29% estariam dispostas a ir poupar 5 euros em 125…

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *