Mais estatísticas de azar

Na semana anterior falamos sobre algumas estatísticas regurgitadas da lotaria do Reino Unido. Foi delas que me lembrei imediatamente quando vi esta semana este artigo do Visual Capitalist, a referenciar como a lotaria é uma taxa regressiva sobre os mais pobres…

Esta é uma ideia recorrente que eu tenho, e que obviamente não se aplica unicamente às lotarias. Por cá é a raspadinha e o euromilhões que mais contribuem para enganar os mais pobres, os incautos e outros…

Infelizmente, por cá não há estudos destes, que eu saiba, mesmo que requentados. Mas olhando para o artigo do MetroCosm, onde foram publicados os dados originais, dá para perceber que o vício do jogo é realmente gigantesco. Nos EUA, cada família gasta em média 630 dólares, só na lotaria, enquanto o Governo gasta cerca de um bilião de dólares por ano a encorajar o jogo.

Para além de muita outra informação, está disponível um infográfico que explica o que acontece a um dólar jogado na lotaria. Por cá, não será muito diferente:

Paraonde vai um dólar na lotaria de Nova Iorque

Paraonde vai um dólar na lotaria de Nova Iorque

Tags:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *