Limpar a biblioteca do iPhoto

iPhoto Galery

iPhoto Galery

Cá em casa deixámos de ter fotografias em papel há muito tempo. Noutros tempos a gestão de fotos era feita com o Picasa da Google, mas desde que voltei para o MacBook Pro que me deixei disso.

A Apple oferece com os computadores novos uma aplicação chamada iPhoto que serve só para gerirmos fotos e filmes de família. O sistema ocupa-me neste momento mais de 60 gigabytes e tornou-se um problema de gerir. Por causa disto já tive de alterar o meu Raspbmc para servir de NAS (Network-Attached Storage) e garantir que tinha espaço para tamanha enormidade em fotos.

Agora era necessário gerir este repositório. Uma pesquisa pela web permitiu-me encontrar alguns resultados de como limpar a minha biblioteca de iPhoto.

O primeiro grupo de resultados apontava para a possibilidade de limpar duplicados, mas esse era pouco interessante. A minha prática é limpar duplicados ainda no momento de importação das fotos para o sistema. O problema tinha de ser resolvido de outra maneira e pareceu-me pouco prático andar a rever das 15 mil fotos as que queria manter. Algumas delas eram ainda do tempo em que 640 pixeis era muito, o que me pareceu pouco para tanto espaço.

Encontrei na web uma aplicação que dizia que limpava as fotos originais do iPhoto. Isto sim pareceu-me interessante. Não sendo eu fotografo profissional, depois de limpar os olhos vermelhos das fotos, pouco ou nenhum uso tenho para os originais. O problema com estas aplicações é que não reconhecem a biblioteca do iPhoto no NAS. O file system não tem os atributos do sistema proprietário da Apple e por isso não entendem que estão perante o mesmo conteúdo.

Procurei outra solução e encontrei um scritpt que escrevia a palavra “duplicate” nas fotos consideradas duplicadas. A ideia era selecionar as fotos que queria comparar e executar o script e foi o que fiz… em mais de 14 mil fotos da família. E demorou… Enquanto executou dei-me ao trabalho de ir ler os comentários. Entre os habituais mal agradecidos, género de troll da internet, existiam os que sugeriam melhorias e os que as apresentaram com derivações e outras funcionalidades como apagar um dos duplicados.

Pessoalmente prefiro ver para crer antes de remover. Por essa razão o script ficou a correr o tempo que quis. Azar dos azares, o script falhou. O iPhoto pediu para reparar a biblioteca e a única coisa que me lembrava era “Ainda bem que tenho um backup disto tudo.”. No final tinha um conjunto de fotos com o comentário a dizer que eram duplicados, mas só me mostrava uma das fotos e por essa razão não podia dizer se era ou não duplicado.

Como tenho a biblioteca do iPhoto no NAS não me safei com as outras aplicações. Por isso fui buscar a biblioteca para um disco externo ligado por USB e usei aí a aplicação gratuita Duplicate Cleaner for iPhoto que pode ser obtida na App Store da Apple.

60 giga depois e muito tempo de espera, a aplicação lá se propôs limpar-me uns míseros 70 mega. Foi isto. Mais um processo falhado.

Para a próxima tento um script para Apple Automator que vai às fotos e as reduz a dimensões próprias para ecrã. Está opção é bem capaz de me poupar mais espaço. A redução não me trás qualquer problema porque não tenciono imprimir nenhuma das fotos.

Tags:

{ 1 comment to read ... please submit second! }

{ 1 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Limpar ficheiros duplicados » Poupar Melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *