Não assinem nada sem ler

Creative Commons Photo por Paul Vladuchick

Creative Commons Photo por Paul Vladuchick

Se outro dia vos dizíamos para responderem aos telefonemas de televendas com muitas perguntas, hoje digo-vos para não aceitem nenhuma “oferta única” ou “oportunidade imperdível” sem que vos deixem ler o contrato.

A minha dificuldade aqui em abdicar da diretiva no título vem da minha experiência. No último contrato que assinei com um banco, na presença do notário, perante o incómodo de todos os presentes, decidi não assinar sem ler tudo o que ía rubricar e assinar. Percorrendo as linhas repletas de letra miúda, lá no meio das muitas folhas não havia realmente nada.

Quando decidi ler a cópia, é que o desconforto dos presentes se tornou mais notado. Não me demovi. Afinal tinha estado a aguardar por todos os representantes e notários mais de uma hora. Tendo em conta que já tinha lido uma cópia, decidi comparar cada página apenas sobrepondo-as uma a uma à contra luz.

Diz-se que a sorte protege os audazes. Uma das páginas, precisamente a que tinha as condições vantajosas que tanto esforço apliquei em obter, não era igual. A diferença fazia mesmo toda a diferença.

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

  1. Acho que devias publicar e partilhar essas diferenças da cópia que encontraste, de modo a alertar os leitores do mesmo. Estes casos têm ser expostos.

  2. Olá João, o contrato foi assinado há 10 anos e na altura nem me passava pela cabeça estar hoje a escrever sobre estes temas. Também não estou a ver que aquelas pessoas todas me deixassem sair com aqueles papeir na mão. :)

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *